Javascript do básico ao intermediário – Introdução

Gunnar CorreaGunnar Correa09/03/2016 às 12:08:26 - 7.393 acessos

Conheça e aprenda a utilizar umas das linguagens mais utilizadas para desenvolvimento WEB.


Javascript é uma linguagem que surgiu em meados dos anos de 1995, e tem como fico principal auxiliar no desenvolvimento de páginas WEB, tais como validações, requisições entre outras operações.

Javascript é uma linguagem interpretada, que depende exclusivamente do Browser (navegador) do usuário para que possa funcionar. Por padrão os Browsers já vêm com o Javascript habilitado, mas caso o usuário queria ele pode desabilitar. É possível ler todo código Javascript caso o usuário acesse o código da página (CTRL + U) sem restrições.

Atualmente existem diversas bibliotecas que nos auxiliam com a linguagem, na qual dispensamos trabalhos como em montar animações, manipulação do DOM e até mesmo requisições AJAX.

Esta linguagem trabalha com Tipagem dinâmica, ou seja, você não precisa definir um tipo a ela, como inteiro, double, float, string entre outros formatos. Deve ser ter muita atenção ao nomear variáveis, funções entre outros, pois a linguagem é Case Sensitive na qual A e a são totalmente diferentes, se você declarou uma variável na maiúscula, terá que acessa-la na maiúscula.  Para entender melhor o porque isto acontece, recomendo que veja a tabela ASCII, compare os valores HEX de A e a, https://pt.wikipedia.org/wiki/ASCII.

Para usar Javascript não é necessária nenhuma ferramenta em especifica, você pode usar um simples editor de textos, Notepad, Sublime Text, Netbeans entre outros.

Entenda como Server Side tudo que é processado em um servidor especifico, ou seja, tudo que depende de um serviço, como MySQL, PHP par ao Apache, ASP.Net para o IIS entre outros. Client Side é apenas o que o cliente precisa ter em seu computador, como um navegador com suporte ao HTML 5, CSS 3, Javascript entre alguns outros. Veja a imagem abaixo para tender melhor do que estamos falando.

Server Side e Client Side

Existem três formas de se trabalhar com Javascript que são elas:

Arquivoexterno: Quando carregamos nosso script que esta em um arquivo separado, esta utilização é altamente recomendável caso o mesmo script seja utilizado em diferentes partes de sua aplicação.

<script src=""></script>

Incorporado ao documento: Usamos a Tags script para delimitar onde está nosso código Javascript, podendo estar dentro do head, ou antes, de fechar o body do nosso documento. Inserindo antes do body nossa página terá mais desempenho.

Código Interno.

<script>
	alert("Olá, mundo!");
</script>

Incorporado na Tag: Funciona para algumas operações, como chamar função, simples cálculos, confirmação entre outros.

<a href="#" onclick="alert('Olá, mundo!');">Clique</a>

Nos próximos artigos vamos criar nossos blocos de Scripts, o intuito aqui foi apenas apresentar a linguagem e as possibilites de como trabalhar. 

<html lang="pt-br">
	<head>
		<title>Introdução ao JS</title>
		<meta charset="utf-8" />
		<script src="http://code.jquery.com/jquery-1.12.1.min.js"></script>
	</head>
	<body>
		<a href="#" onclick="alert('Olá, mundo!');">Clique</a>
	</body>
</html>

 


javascript introdução programação browser server client side desenvolvimento web aulas tutorial grátis dom server side tags case sensitive tipagem dinâmica

Compartilhe


Gunnar Correa

Gunnar Correa

Autodidata, Graduado em Desenvolvimento Web (FIPP), Especialista em Tecnologias na Educação (Unoeste) e Pós-graduando em Segurança da Informação (Universidade Cruzeiro do Sul). Começou seus estudos na área de programação quando era criança, e atualmente está estudando desenvolvimento de jogos. É CEO do portal SatellaSoft, criado em 2009 com o intuito de compartilhar conhecimento de forma gratuita e inédita.



Site atualizado

Olá, nosso site recebeu uma nova atualização e por conta disso, alguns artigos ainda estão sendo atualizados. Dependendo do conteúdo que você procura, poderá encontrar imagens e trechos de códigos mal formatados.

Estamos trabalhando para normalizar todos os conteúdos, muito em breve, esse problema não mais existirá.


Comentários