Javascript do básico ao intermediário – Introdução

Conheça e aprenda a utilizar umas das linguagens mais utilizadas para desenvolvimento WEB.

Javascript é uma linguagem que surgiu em meados dos anos de 1995, e tem como fico principal auxiliar no desenvolvimento de páginas WEB, tais como validações, requisições entre outras operações.

Javascript é uma linguagem interpretada, que depende exclusivamente do Browser (navegador) do usuário para que possa funcionar. Por padrão os Browsers já vêm com o Javascript habilitado, mas caso o usuário queria ele pode desabilitar. É possível ler todo código Javascript caso o usuário acesse o código da página (CTRL + U) sem restrições.

Atualmente existem diversas bibliotecas que nos auxiliam com a linguagem, na qual dispensamos trabalhos como em montar animações, manipulação do DOM e até mesmo requisições AJAX.

Esta linguagem trabalha com Tipagem dinâmica, ou seja, você não precisa definir um tipo a ela, como inteiro, double, float, string entre outros formatos. Deve ser ter muita atenção ao nomear variáveis, funções entre outros, pois a linguagem é Case Sensitive na qual A e a são totalmente diferentes, se você declarou uma variável na maiúscula, terá que acessa-la na maiúscula.  Para entender melhor o porque isto acontece, recomendo que veja a tabela ASCII, compare os valores HEX de A e a, https://pt.wikipedia.org/wiki/ASCII.

Para usar Javascript não é necessária nenhuma ferramenta em especifica, você pode usar um simples editor de textos, Notepad, Sublime Text, Netbeans entre outros.

Entenda como Server Side tudo que é processado em um servidor especifico, ou seja, tudo que depende de um serviço, como MySQL, PHP par ao Apache, ASP.Net para o IIS entre outros. Client Side é apenas o que o cliente precisa ter em seu computador, como um navegador com suporte ao HTML 5, CSS 3, Javascript entre alguns outros. Veja a imagem abaixo para tender melhor do que estamos falando.

Server Side e Client Side
Server Side e Client Side

Existem três formas de se trabalhar com Javascript que são elas:

Arquivoexterno: Quando carregamos nosso script que esta em um arquivo separado, esta utilização é altamente recomendável caso o mesmo script seja utilizado em diferentes partes de sua aplicação.

<script src=""></script>

Incorporado ao documento: Usamos a Tags script para delimitar onde está nosso código Javascript, podendo estar dentro do head, ou antes, de fechar o body do nosso documento. Inserindo antes do body nossa página terá mais desempenho.

Código Interno.

<script>
	alert("Olá, mundo!");
</script>

Incorporado na Tag: Funciona para algumas operações, como chamar função, simples cálculos, confirmação entre outros.

<a href="#" onclick="alert('Olá, mundo!');">Clique</a>

Nos próximos artigos vamos criar nossos blocos de Scripts, o intuito aqui foi apenas apresentar a linguagem e as possibilites de como trabalhar. 

<html lang="pt-br">
	<head>
		<title>Introdução ao JS</title>
		<meta charset="utf-8" />
		<script src="http://code.jquery.com/jquery-1.12.1.min.js"></script>
	</head>
	<body>
		<a href="#" onclick="alert('Olá, mundo!');">Clique</a>
	</body>
</html>

 

Gunnar Correa
Gunnar Correa

Autodidata, Graduado em Desenvolvimento Web, Especialista em Tecnologias na Educação e Pós-graduando em Segurança da Informação. Começou seus estudos na área de programação quando era criança, e atualmente, está estudando desenvolvimento de jogos. É CEO do portal SatellaSoft, criado em 2009 com o intuito de compartilhar conhecimento de forma gratuita e inédita.

Deixe um comentário