Entendendo a diferença entre as funções include e require na prática com PHP

Veja qual as funcionalidades das diferentes funções e quando usá-las de forma correta.

Publicado em

O PHP possui quatro funções muito similares para importar arquivos, porém, todas elas têm diferentes responsabilidades e devem ser utilizadas de forma consciente. Ao decorrer desse artigo vamos ver todas elas.

Primeiro, você precisa entender que existem duas funções, sendo elas require e include. Cada uma dessas funções tem a sua própria variação que é adicionando o sufixo _once. Em resumo, esse sufixo faz a importação caso o arquivo ainda não tenha sido importado.

Função Include

Quando utilizamos a função include, dizemos ao PHP que ele simplesmente deve importar o arquivo, independente dele existir ou não. Ela vai tentar importar, caso o arquivo não exista, será impresso um warning na tela e a aplicação vai continuar executando.

include('meu_arquivo.php');

Função Require

Já quando utilizamos a função require, ela é mais restritiva, caso o arquivo que desejamos importar não exista, então ela simplesmente para a aplicação. É muito comum quando estamos importando arquivos essenciais para a nossa aplicação, como configurações e driver, arquivos com informações na qual vamos utilizar na sequência.

require('meu_arquivo.php')

Função com _once

Okay, até aqui sabemos que a função include vai tentar importar o arquivo e caso ele não exista, o fluxo da aplicação continua. Sabemos também que o require não deixa a aplicação continuar rodando caso o arquivo não exista.

Você deve estar se perguntando “certo, mas e as funções com o sufixo _once?”. Bem, a resposta é muito simples. As funções como require_once ou include_once, servem para dizer a nossa aplicação que devemos importar uma única vez o arquivo, ou seja, caso ele já tenha sido importado, então uma segunda ocorrência de importação será ignorada.

require_once('meu_arquivo.php');

include_once('meu_arquivo.php');

Videoaula complementar

Até aqui você aprendeu as diferentes versões das funções de importação no PHP. Agora te convidamos a conferir nossa videoaula, onde mostramos de forma prática o uso de tudo o que discutimos aqui.

 

Gunnar Correa
Gunnar Correa

Autodidata, Graduado em Desenvolvimento Web, Especialista em Tecnologias na Educação e Pós-graduando em Segurança da Informação. Começou seus estudos na área de programação quando era criança, e atualmente, está estudando desenvolvimento de jogos. Fundador da SatellaSoft, criado em 2009 com o intuito de compartilhar conhecimento de forma gratuita e inédita.

Deixe um comentário
Aguarde...